Erros na Dieta: Confira Quais Você Comete e Se Previna

Dieta da água, dietas das proteínas, dieta do suco, dieta dos shakes, dieta do sol, dieta da lua, dieta do mar, dieta da terra… ufa! De acordo com essas fórmulas, seria praticamente impossível errar em uma dieta. Bastaria apenas uma boa dose de perseverança e boa vontade para desfrutar dos resultados praticamente garantidos.

Porém, de acordo com o site britânico FemaleFirst, 1 em cada 10 mulheres fazem dietas durante toda a sua vida, no entanto, apenas 10% destas obterão algum resultado. E o pior de tudo é que, após um determinado período, todas acabam recuperando o seu antigo peso, muito por conta da maneira errada como encaram um processo de reeducação alimentar.

De acordo com a maioria dos especialistas, o problema está no fato de que, na maioria das vezes, encaramos a dieta apenas como uma forma de “diminuir as medidas”, de “fazer bonito” perante a sociedade, e não como um processo de restabelecimento e manutenção da sua saúde total.

E, obviamente, quando esse resultado é alcançado, a reeducação alimentar acaba perdendo o sentido. E é aí que o monstro do “efeito sanfona” começa a fazer parte da rotina do indivíduo.

Os principais erros cometidos em uma dieta

Na luta contra o excesso de peso, como não poderia ser diferente, alguns erros podem comprometer, significativamente, os possíveis resultados.

E entre os principais, estão:

Jejuns prolongados

Definitivamente, esse é um dos principais erros em uma dieta. Os jejuns prolongados geralmente levam a uma perda acentuada de gordura, acompanhada da perda de músculos e líquidos. E este é o ambiente ideal para que as doenças se instalem no organismo.

Excesso de alimentos light

Com a ascensão dos chamados produtos diet e light, muitos indivíduos acabam exagerando no consumo e, consequentemente, “quebrando” a dieta.

Além disso, a maioria destes produtos possuem quantidades significativas de gorduras trans (com propriedades inflamatórias) e frutose ou HFGS (uma espécie de açúcar disfarçado, capaz de favorecer o acúmulo de lipídios no fígado).

Consumir pouca proteína

Especificamente com relação às proteínas, o seu consumo, além de inibir a produção da leptina (hormônio que envia ao cérebro a sensação de fome), ainda ajuda a preservar a sua massa muscular.

Baixo consumo de água

Seriam necessárias horas para listar os benefícios da ingestão adequada de líquidos durante o dia. Por isso, uma forma de não errar na dieta é manter o consumo adequado de água. Esse hábito, além de dar uma sensação de saciedade ao longo do dia, ainda ajuda a eliminar várias toxinas prejudiciais ao organismo.

Não ler os rótulos dos alimentos

A importância de se ler os rótulos dos produtos está no fato de que, dessa forma, saberá, não só a quantidade de calorias, mas também de sódio, açúcar, gorduras trans, carboidratos, entre outros nutrientes. Dessa forma, poderá elaborar uma dieta com base nas suas características biológicas e necessidades nutricionais.

Como obter resultados efetivos

Lembre-se que o seu objetivo é a saúde

Um dos principais erros que se podem cometer em uma dieta, é pensá-la apenas como uma forma de “perder medidas”. O problema dessa visão é que, após os primeiros quilos perdidos, já estará de “bem com a balança”, e a dieta será relegada a segundo plano.

Veja a dieta como algo que lhe dá prazer

O ser humano possui duas motivações básicas: obter prazer e evitar a dor. Logo, a visão de como será a sua vida após a dieta, e, principalmente, usar o método de “diminuir o consumo” em vez de “eliminá-lo”, são algumas das armas mais eficazes nessa guerra contra o excesso de peso.

Coloque os seus objetivos no papel

Diversos estudos comprovam que o ato de colocar uma meta ou decisão no papel ajuda o cérebro a analisar de forma mais profunda a informação recebida. Isso porque a decisão se torna mais clara — o que ajuda a mente a trabalhar melhor para atingi-la.

Coma com atenção

Outra forma de não errar na dieta, é fazer das refeições um momento quase sagrado. Saber por que estamos comendo, o que estamos comendo, a hora certa de parar, entre outros detalhes, faz você pensar no processo.

E, ao pensar nele, imediatamente o foco e a capacidade de concentração no seu objetivo são ampliados consideravelmente.

Fontes:
4 erros mais comuns de quem faz dieta
http://www.portalintercom.org.br/anais/nordeste2015/expocom/EX47-2078-1.pdf
http://www.judicemed.com.br/index.php/item/os-oito-inimigos-de-sua-dieta
https://www.terra.com.br/vida-e-estilo/saude/dietas/aprenda-5-truques-para-fazer-a-sua-dieta-funcionar-
melhor,c0c98c3d10f27310VgnCLD100000bbcceb0aRCRD.html
http://www.minhavida.com.br/alimentacao/materias/499-maleficios-das-dietas-radicais

Comente este artigo